Última Instância

5 de jan de 2011

Sobre data venia e datissima venia

Transcrevemos, a seguir, esclarecimento extraído do website Pronormas a respeito do uso de data venia, concessa venia etc., e da expressão datissima venia.

Boa leitura.

 

Como usar a expressão “data venia”?

Balança: símbolo da Justiça
Balança: símbolo da Justiça
Temos o prazer de compartilhar uma sugestão pedida pelos usuários do ProNormas. A dúvida remete, mas não unicamente, aos textos elaborados na área jurídica.
A expressão data venia deriva do Latim. É uma maneira respeitosa de pedir permissão, ao interlocutor, para discordar do seu ponto de vista (falado ou escrito). A palavra ‘data‘ é uma das formas do verbo latino ‘dare‘. O termo ‘venia’ (em Latim, não tem acento) significa, em Português, ‘vênia’, ‘licença’, ‘permissão’, ‘indulgência’, ‘perdão’.
Assim, podemos considerar uma tradução literal ao Português como: ‘com a devida vênia’, ‘dada a licença’, ‘dada a permissão’. Trata-se de uma maneira respeitosa de contra-argumentar, demonstrando que apesar de discordar da opinião do interlocutor, a sua argumentação é respeitada.
Quando se quer intensificar essa solicitação ao interlocutor, o adjetivo ‘maxima‘ (em Latim, não tem acento), pode ser acrescentado. Fica assim: ‘data maxima venia‘ (em Português pode ser traduzido para: ‘dada a devida licença’ ou ‘dada a devida permissão’). Outras expressões que podem ser utilizadas nesse sentido são: ‘concessa venia‘, ‘concessa maxima venia‘, ‘permissa venia‘ e ‘venia permissa
Existem pessoas que utilizam essa expressão de forma inadequada, caracterizando um equivoco gramatical: a inversão “datissima venia”. Isso também demonstra um certo desconhecimento da gramática latina.
Vale ressaltar, no entanto, que algumas pessoas defendem a supressão dessas adjetivações. Elas não acrescentariam aspectos válidos às questões forenses. Nesse sentido indicamos a consulta ao livro referenciado a seguir:
Bibliografia recomendada:
COSTA, José Maria da. Manual de Redação Profissional. 3. ed. Campinas [SP]: Millennium, 2007.

Fonte: http://www.pronormas.com/2010/02/como-usar-a-expressao-data-venia/

0 comentários:

Postar um comentário